Depoimentos

Alexandre C. Durigan

“Nunca acreditei em pneus tipo 50/50, porém sempre escutei falar muito bem do Heidenau, sendo em sites e mesmo pessoalmente em viagens ao Chile e Argentina. Em setembro de 2015 tive oportunidade de adquirir um par de pneus para colocar em minha GS800, o primeiro teste ocorreu em um trecho de 64km de terra entre minha casa e a casa da minha namorada em Catanduva-SP, onde por diversas vezes já havia passado fazendo treinamento para rally dos sertões. Já nos primeiros quilômetros senti muita confiança e comecei a andar mais forte para testar o limite do pneu, e isso me impressionou, pois cheguei a andar forte com a GS sendo apenas limitado pelo tamanho da moto. Em curvas e frenagens ele se comportava como um pneu 100% Off-Road e isso me impressionou, chegando a tirar sorrisos dentro do capacete tamanha felicidade. Para minha sorte, no retorno peguei chuva e no mesmo dia tive oportunidade de testar tanto na terra seca quanto molhada e até mesmo no asfalto com chuva, o qual também gostei, pois ele manteve a qualidade em frenagens e aceleração. Porém, devido aos cravos, não podemos abusar em curvas em dias de chuva… Mas mesmo assim fiz o teste para sentir seu comportamento, o qual também me agradou muito! Logo após este teste rápido pude ir a Serra da Canastra para testar em pedras e no famoso chão vermelho, e foi ai andando com 20lbs que o sorriso veio mesmo… O pneu se mostrou muito acima do esperado, parecia um autêntico “biscoito”, foi pura diversão a GS800 com os pneus Heidenau. Hoje eles estão com 6.000km, claro que a durabilidade depende muito da mão do piloto, mas o que ele se propôs a fazer ele fez e muito bem…”

Herbert Zgoda

Fundador do Portal Big Trails e instrutor de pilotagem

Eu comecei a usar o Heidenau K60 Scout na minha F 800 GS recentemente e logo de início já tive excelentes surpresas. A primeira impressão é de que a moto está mais do que bem calçada. A aparência do pneu dá uma sensação de segurança e de que a moto está preparada para longas jornadas em todos os tipos de terreno. E está! Não é só aparência não. É real!

Quando estreei o pneu rodei já no primeiro dia mais 400 km no asfalto. A primeira surpresa foi notar que este pneu não gera aquele chiado que para alguns pilotos chega a ser um incômodo. Eu já usei outros tipos de pneus de uso misto e todos eles causavam este ruído. Rodar no asfalto sem aquele chiado já me alegrou de imediato. Depois de rodar mais de 70.000 Km com pneus de uso misto de outras marcas eu já estava até me acostumando com aquele som de “pneus de caminhão recauchutado”, mas o Heidenau me trouxe de volta o prazer de rodar suave, com segurança e com conforto sonoro!

Assim que eu peguei as primeiras retas na estrada resolvi forçar para ver como a moto se comportaria acima dos 150 Km/h. Antigamente a minha F 800 GS já apresentava uma certa instabilidade nesta velocidade e quando chegava aos 160 Km/h eu já me sentia inseguro e no limite. Nesta viagem a minha moto estava carregada e eu me surpreendi indo até 185 Km/h sem sentir nenhuma vibração. Realmente eu me senti bem seguro com este pneu no asfalto. A minha velocidade de cruzeiro geralmente não passa dos 140 Km/h, mas foi muito bom ver que quando eu precisar, por algum motivo qualquer, andar mais forte eu posso acelerar sem preocupações com instabilidade e/ou vibrações na moto.

No final do primeiro dia desta viagem eu cheguei ao Centro de Treinamento Off-road (CTO) do Portal Bigtrails, no sul de Minas Gerais, e logo fui testar a moto na terra em nossa pista em diferentes tipos de terrenos e condições. O Leandro Leal, meu companheiro nesta viagem e também instrutor de nossos “Cursos de Pilotagem Off-road para Big Trails” andou mais do que eu no primeiro dia de testes e ficou muitíssimo impressionado com o desemprenho do Heidenau na terra.

No dia seguinte nós fizemos um passeio off-road pela região e aí foi a minha vez de sentir como este pneu tem um desempenho espetacular na terra não deixando em nada a desejar em relação aos modelos que eu já tinha usado anteriormente em dezenas de milhares de quilômetros na minha F 800 GS. Andamos por terrenos com subidas e descidas, valas, pedras soltas, chão batido com aquele “talco” na superfície que escorrega demais, terra compactada e úmida, travessia de rios, lama e muito mais. Em todas as situações o pneu Heidenau me atendeu muito bem proporcionando uma pilotagem segura, prazerosa e sem sustos. Fiquei muito satisfeito mesmo.

Na viagem de volta para casa nós fizemos um trajeto onde pegamos muitas curvas de média e alta velocidade. Como eu já estava mais familiarizado com os novos “sapatos” eu resolvi deixar de cerimônias e aproveitei para andar o mais próximo do limite para testar o comportamento do Heidenau nas curvas. E mais uma vez a surpresa foi a mais agradável possível, pois eu pude brincar com a moto naquele excelente asfalto da Rodovia Vital Brasil que vai de Caxambu/MG até a BR-40, perto de Juiz de Fora/MG. Em todo este trajeto eu não tive nenhum susto, só alegrias. O pneu agarrou bem demais ao asfalto e me proporcionou uma pilotagem confortável e tranquila com um bom ritmo de velocidade.

Algumas semanas depois, durante um treino em nosso CTO quando eu me preparava para mais uma turma nível 2 de nosso curso off-road onde exigimos demais da moto, eu aproveitei para andar mais forte ainda em nossa pista. Eu baixei um pouco a pressão dos pneus para dar mais aderência ao solo e a satisfação e alegria foram além de minhas expectativas. Em um dos exercícios onde treinamos os alunos para realizar aceleração e frenagem com derrapagem controlada é comum andar no limite e bem perto de ter uma desgarrada total da moto com queda abrupta. Eu comecei devagar e de forma tímida e logo vi que poderia abusar neste treino sem medo de perder o controle da moto por causa de uma possível derrapagem que fosse além da margem de segurança. Mais uma vez eu fiquei muito impressionado e muito satisfeito.

Depois destas duas viagens eu já realizei várias outras, tanto na terra como no asfalto e ao que tudo indica a alegria vai demorar para acabar, pois pelo o que tenho pesquisado sobre este pneu eu acredito que na minha F 800 GS ele deve passar tranquilamente dos 20.000 quilômetros rodados. Na verdade eu aposto que chegará aos 25.000 Km ainda dentro da margem de segurança do TWI.

Portanto, eu recomendo a todos os proprietários de big trails o pneu Heidenau Scout K-60, tanto para aqueles que só andam no on-road como para aqueles que querem ir além e explorar lindos cenários e visuais que só serão alcançados e apreciados através das incursões nas inúmeras estradas de terra deste Brasil e de outros países da América do Sul. Recomendo. Quem usar não vai se arrepender e nem querer mudar de pneu!

Shimada

Comerciante e Aventureiro

Sobre pneus, gostaria de deixar aqui minha opinião sobre os heidenau k60 scout que troquei com o Piu a menos de um mês, dianteiro e traseiro. Até agora rodei algo próximo dos 15000km  incluso 2 idas pra Canastra e até o momento só tenho elogios, na terra é fantástico traciona lindo ao ponto de dar umas risadas alto!
Em uma das idas pra Canastra fiz o mesmo caminho que havia feito há pouco tempo com os Metzeler Tourance que não estavam ruins, sofri muito menos e me diverti muito mais, tive oportunidade de andar na lama, escorregou apos ter os sulcos preenchidos pelo barro mas passei sem problemas, em menos de 50 metros pós lameiro incrivelmente os sulcos estavam limpos e sem lama .
No asfalto do 60 aos 80 km/h faz barulho igual ao Jipe, ( adoro este barulho) acima disto só escuto motor (sertão é barulhenta) , curvas todas tranquilas não mudei nada a pilotagem e não tive nenhum susto.


Não tive oportunidade de andar na chuva, mas já fui alertado em tirar a mão um pouco mais q o costume, afinal os cravos são grandes e não existem milagres neste caso.
Estou muito contente com os pneus e por hora não penso em outro futuramente.

Aloísio Frazão

“Rodei pela Argentina, Bolívia e Chile com uma BMW R1200GS LC. Passei por quase todos os tipos de terreno: retas infinitas de asfalto quente do Chaco Argentino, curvas da Cordilheira, Rípio, travessias de riachos, pedregulhos e areiões do sul da Bolívia. Fiquei bem satisfeito com a performance dos K60 Scout. Eles encararam muito bem toda essa diversidade de terrenos, me permitindo fazer curvas com segurança no asfalto e tracionando bem no off-road.

Eu levava garupa e um bom volume de bagagem. A moto estava bem pesada. Ainda assim andávamos em ritmo forte, principalmente nos longos deslocamentos de asfalto. Por isso considero ótimo os 11.000km (sem nenhum furo) que rodei com ele. Teria rodado muito mais se tivesse sido mais conservador.

Versatilidade e durabilidade são características essenciais para pneus que equipam uma Big Trail. Um pneu mais “OFF” não teria durado isso com o peso que eu levava e neste ritmo de pilotagem. Um pneu mais “ON” não teria me dado a segurança e a tração que precisava nos trechos de terra.”


Vantuir Boppre

Instrutor de pilotagem – Documentarista e escritor de Moto

Quando escolhemos um pneu para uma grande aventura temos que pensar em diversos fatores que vão agir sobre esse item como: O tipo de piso que vamos rodar, a temperatura que devemos enfrentar, o tamanho da viagem, a carga que vai se levar entre outros.

Tive a oportunidade de rodar mais de 18.000 km com pneu Heidenau K60. Descobri porque a maioria das motos estrangeiras de viajantes que chegam no Brasil usam essa marca. A primeira impressão quando você roda com esse pneu que é do tipo misto, (50% on road e 50% off road) é que você vai perder um pouco do grip dele no asfalto. Ledo engano. Rodando nos primeiros quilômetros na famosa Serra do Rio do Rastro, toda asfaltada, já tive uma amostra que o pneu não perde seu desempenho em asfalto. Provavelmente por seu desenho bem abaloado, ele gruda nas curvas como se fosse um pneu 100 on road… Uma delícia para atacar curvas e inclinar a moto com segurança e prazer.

Para o off road, o largo espaçamento entre garras faz ele grudar bem na terra e com a calibragem um pouco mais baixa acaba se moldando facilmente ao terreno trazendo tranquilidade e certeza de que você não vai perder a traseira da moto. Indo de Florianópolis até o Farol de Punta Galinas, na Colômbia no extremo norte da América do Sul, acabei encontrando os mais diferentes tipos de piso, como: areia, cascalho solto, estradas de lama entre outras e todos foram vencidos com mérito pra esse importante novo parceiro do motociclista de aventura.

Outra grande característica do K60 é que ele apresenta no seu desenho uma grande “coluna” de borracha maciça ao centro dele que não prejudica o seu grip que é dado pelas garras separadas nas extremidades e que faz com que esse pneu tenha uma longa vida útil. Consegui fazer 18.000 km mesmo rodando muitos quilômetros em altas temperaturas o que aumenta consideravelmente seu desgaste e ainda assim, percebi que se precisasse poderia rodar mais uns 2.000 km.

Com outras marcas em outras viagens pela América do Sul nunca consegui mais do que 14.000 km e já abusando dos limites do pneu.

Com certeza a Heidenau vai preencher um importante vazio em pneus de moto aventura com um pneu que une a segurança e durabilidade.


Leandro Leal

Administrador do Portal BigTrails e instrutor de pilotagem

Há muito tempo venho buscando um pneu que atenda meu perfil de amante do off road, mas sem abrir mão do conforto, durabilidade e, acima de tudo, segurança no on road.

Depois de testar as principais marcas do mercado, esbarrei no mesmo velho problema: os pneus mistos com boa performance no off road têm baixíssima durabilidade no on road.

Já havia ouvido falar dos pneus Heidenau, mas como não havia importação oficial, não conseguia encontra-los no Brasil.

Agora, com a chegada oficial no Brasil, tive a oportunidade de testar os pneus Heidenau K60 Scout nos dois ambientes, on road e off road, e posso afirmar que a espera valeu a pena!

Sem dúvida foram os melhores pneus que eu já usei no off road, com ótimo grip tanto no terreno seco, quanto no molhado. E o melhor, a Heidenau conseguiu produzir um pneu sensacional para uso no off road, com alta durabilidade e praticamente a mesma segurança dos pneus originais de fábrica.

Você até pode ter dúvidas na escolha da sua motocicleta, mas quando o assunto for escolha de pneus, não tenha dúvidas: vá de K60 Scout!”


Haissen Ejje

Diretor e apresentador do programa Estilo Radical

Meu nome é Haissem Ejje, sou diretor e Apresentador do Programa Estilo Radical, um programa voltado para grandes viagens de moto e encontros motociclísticos pelo mundo .

Estou usando o #PneuHeidenau desde que fui ao Ushuaia (patagônia) Argentina, nesta viagem pude testar o Pneu que mostrou ser um aliado no rípio que pegamos em varias estradas da Argentina. Ali vimos que o pneu além de confortável no asfalto se adaptou bem no solo Argentino, andamos no Rípio e parecia que estávamos em estrada de terra normal, não tivemos aquela sensação de que iríamos atolar em nenhum momento.

Após esta viagem fomos à Bolívia e Peru, também com o Pneu Heidenau. Por ser um pneu misto não tive problemas quando chegamos ao Salar do Uyuni e na estrada da Morte, onde passamos tranquilos e sem nenhum problema a registrar.

Tenho usado o Heidenau no dia a dia sendo muito bom em curvas no ON Road e sendo perfeito no Off. A única parte ruim é o barulho que faz até os 70 km, mas isso todos pneus OFF Road fazem. Por ser um pneu misto é preciso um pouco mais de atenção ao andar na chuva, mas nada que te faça cair ou que seja realmente preocupante.

Para quem deseja viajar com esse pneu e for pegar estradas OFF eu aconselho, pois estará bem seguro e o custo beneficio é perfeito! Os meus pneus rodaram em média 10.000km o de trás (moto BMW 1200 adv) e o pneu da frente 15.000km e rodariam até mais dependendo da tocada.

Aconselho o pneu K60 da Heidenau especialmente para as pessoas que desejam viajar para America do Sul ou America do norte, pois foi o pneu que nós escolhemos para grandes viagens. Na GS 800 a autonomia de desgaste é menor por ser uma moto mais leve, estaremos falando sempre a respeito dos pneus que estamos usando, pois depois de rodarmos quase 25.000km temos uma opinião a dar sobre este pneus…